Pessoas de coragem ainda existem...

Hoje (21/10/2009) fui espectador de cenas que me impactaram fortemente, quando voltava da faculdade, cansado mental e fisicamente, estressado com a aula rica em chatice e mediocridade, vejo a minha frente um casal que caminhava calmamente. Não se tratava de um casal comum, era um casal gay, dois rapazes que caminhavam na avenida com as mãos fortemente cerradas, da forma que apenas dois homens poderiam segurar. De início, a minha mente fraca e ainda machista, quiz acretitar que se tratava de dois amigos e que um estava brincando com o outro afim de causar vergonha no segundo. Mas foi ai que percebi a troca de olhares, eles se olhavam com tanta firmeza e confiança no outro, percebi que na verdade eles estavam desafiando a sociedade, desafiando pessoas que como eu não os viam natutalmente como um casal.
Nesse instante, me senti minimo, desejei um buraco para esconder minha vergonha. Passado o choque de me descobrir mediocre, passei a refletir sobre o fato que estava presenciando, me senti parte de algo maior, eu era testemunha de algo importante. Aquele pequeno gesto, mesmo nao visivel a todos, era de uma importância relevante, mesmo que nao tenham sido os primeiros, e nao foram, eles  fizeram sua parte, deram sua contribuiçao para a construção de um novo mundo, assim como eu vi, outros tbm viram e se depararam com suas faces num espelho, enchergaram o quão pequenos eram. Talves nem todos tenham alcançado uma mudança, mas se ao menos um tenha evoluido, já seria uma vitória.
Nos passos seguintes, já orgulhoso de testemunhar aquele fato, desejei me aproximar e os cumprimentar, mostrar a grandeza do ato, mostrar como aquilo tinha me tocado, mas percebi que eles sabiam muito bem o que estavam fazendo, sabiam o que aquilo representava, e mesmo que o apoio de alguém fosse importante para eles, a minah interferência nao deveria acontecer, a mim não cabia a participação na cena principal, eu era apenas um coadjuvante.
O casal, ainda os vejo na faculdade, porém nunca mais em atos tão grandiosos, afinal eles nao são heroes, são pessoas, assim como eu e você, nao vivem de grandes feitos, mas defendendo seus pontos de vistas e o direito sobre suas escolhas. Pessoas com coragem pra enfrentar o mundo existem e estão entre nós, o mundo ainda nao está perdido, ainda há esperança de algo melhor, mais livre e justo, onde pensar, vestir, ouvir e amar diferente não seja algo "anormal", "sujo" ou "promiscuo". O que aquele casal fez foi defender seu amor em público, nao significa que vão envelhecer juntos, assim como um casal convencional, eles estavam se descobrindo, experimentando, se será eterno ningem sabe, com isso eles defenderam suas escolhas e as dos vierem depois, num simples gesto mudaram vidas, e é ai que está a grandiosidade do ato.
Todos deveriamos ter em mente o quão importante somos para os que nos rodeiam, a todo momento estamos sendo observados, e cada gesto que fazemos determina o rumo que estamos dando ao futuro, que mundo estamos construindo, isso se aplica a tudo, desde defendendo a opção sexual até quando jogamos o papel da bala no chão. O mundo, o futuro são construidos com as ações que fazemos hoje. Cabe a nós apontarmos a direção a seguir.

segunda-feira, 15 de março de 2010 às 10:29 , 9 Comments | Links para esta postagem